Montando a estrutura antes de escrever: Seu TCC nascendo fácil e rápido como mágica

Tempo de leitura: 21 minutos

Então você já escolheu o tema perfeito para o TCC, já teve algumas reuniões com seu orientador, e é chegada a hora de começar a montar o trabalho. Seu orientador diz para você pesquisar sobre determinado assunto e começar a escrever. Mas você não sabe como fazer. Você não sabe como transformar a pesquisa que está fazendo no seu trabalho fantástico.

Sabe por que isso acontece?

Porque você está sendo orientado a percorrer um caminho sem consultar um mapa primeiro.

Este é um erro clássico, muitas vezes vindo do próprio orientador. Depois de escolhido o tema, o primeiro passo NÃO é começar a escrever sobre assuntos relacionados a este tema.

Vou fazer uma analogia: imagine que você vai viajar, dirigindo, e nunca percorreu o caminho antes. O que você faz? Liga o carro sem se planejar e vai tentando descobrir o caminho enquanto já está na estrada? Negativo. Você consulta um mapa, um amigo, o Google Maps, Waze, etc. Se você não planeja antes, corre um grande risco de se desviar sem querer e de perder tempo tanto voltando para a rota correta quanto tentando descobrir o caminho adequado.

Para o TCC vale o mesmo. Você não vai sair pesquisando e escrevendo alguma coisa logo de início. Você vai planejar os tópicos que vai escrever. Vai pensar no Seu TCC pronto antes de começar.

Se você dedicar seu tempo a este planejamento, quando chegar a hora de escrever, de fato, vai recuperar todo o tempo utilizado no planejamento e ainda ganhar semanas de trabalho! E, se esta é uma boa notícia, outra melhor ainda é que, mesmo que você já tenha começado a montar Seu TCC sem seguir estes passos, ainda dá tempo de ajustar sua rota.

Vai seguindo este artigo, que você vai chegar ao grande segredo que não aprende com a maioria dos orientadores, e Seu TCC vai começar a nascer de verdade, fácil e rápido como mágica!

 

DEFINA SEU OBJETIVO

É um ponto clássico da maioria das orientações dizer que a introdução deve ser escrita somente depois do trabalho pronto. Até aí, tudo bem. Mas o mesmo NÃO vale para o objetivo. É preciso saber aonde quer chegar.

Escolha o objetivo principal do trabalho de forma direta e específica, com uma única frase rápida. O que você vai apresentar ao final de tudo?

Alguns exemplos:

  • Desenvolver um sistema online para agricultura de precisão voltado ao pequeno produtor rural;
  • Estudar os benefícios da ludicidade na educação básica;
  • Analisar o modelo contábil da empresa X;
  • Mensurar o conhecimento dos alunos do 3º ano do Ensino Médio da cidade X sobre Astronomia.

Perceba que o objetivo sempre começa com um verbo, ou seja, uma ação que você pretende executar: desenvolver, estudar, analisar, mensurar. Ele deve estar totalmente ligado ao seu tema. Muitas vezes, o texto do objetivo até se parece com o texto do próprio tema.

Este tema precisa resumir, em pouquíssimas palavras, o que você vai alcançar com Seu TCC. Ele será seu guia durante todo o processo, e qualquer ação sua que não esteja levando, de alguma maneira, a atender ao objetivo, é desnecessária.

Seguindo a analogia da viagem, caso se intencionasse somente chegar ao destino, o objetivo seria, tão simplesmente (exemplo) viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro. Nada mais do que isso. O trajeto a ser tomado, o horário da viagem, se vai ser com carro próprio ou alugado, as paradas pelo caminho, se existe um tempo limite para o percurso… Todos estes detalhes fazem parte do desenvolvimento da viagem, e não do objetivo.

Obviamente, é possível que se deseje estipular determinadas especificidades. Se a intenção da viagem for chegar ao destino por um caminho específico, o objetivo abrangeria este caminho. Por exemplo: viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro pela BR-116.

Da mesma forma, é possível que se deseje adicionar uma especificidade ao objetivo do TCC. Novos exemplos partindo dos exemplos anteriores:

  • Desenvolver um sistema online para agricultura de precisão voltado ao pequeno produtor rural utilizando linguagem de programação PHP;
  • Estudar os benefícios da ludicidade na educação básica do ensino público;
  • Analisar o modelo contábil da empresa X no ano de 2017;
  • Mensurar o conhecimento dos alunos do 3º ano do Ensino Médio da cidade X sobre Astronomia básica.

Resumindo, você determina o que pretende alcançar com Seu TCC, da forma mais sucinta possível, e transcreve em uma frase de ação, iniciada com um verbo, e todo seu percurso será determinado por este objetivo.


Observação
A intenção, aqui, é tão somente que você tenha consciência do objetivo do seu trabalho. A definição detalhada deste objetivo e dos objetivos específicos será abordada em um artigo focado especialmente neles, que já está no forno!


Como disse, o objetivo precisa estar totalmente ligado ao seu tema. Se você ainda está perdido na escolha do seu tema, pode descobrir neste outro artigo aqui como escolher seu tema perfeito!

Continuando…

 

PENSE NO SEU TCC PRONTO ANTES DE COMEÇAR

Essa história de ir pesquisando para depois pensar no resultado final é um dos maiores erros que você pode cometer!

Quando você vai fazer um belo prato para seu almoço, você vai colocando os ingredientes pra depois ir pensando no resultado final?

Quando um marceneiro vai fazer um móvel, ele vai cortando pedaços de madeira pra depois ir pensando no resultado final?

Quando um arquiteto ergue uma casa, vai mandando assentar tijolo sobre tijolo pra depois ir pensando no resultado final?

Negativo! O prato já está idealizado, o móvel já está idealizado, e a casa já está idealizada. Não só idealizada, como projetada.

Por que com o TCC tem que ser diferente? Por que alguns alunos vão pesquisando para depois verem o que fazer com aquele conteúdo? Por que tantos orientadores levam o aluno a fazer assim?

O caminho certo é: antes de escrever a primeira linha, tenha consciência de como seu trabalho vai estar depois de pronto, e não comece antes disso.

Saiba o que você vai pesquisar na parte teórica, saiba se vai fazer pesquisa de campo, de que tipo vai ser, qual será o público, saiba quais resultados pretende alcançar… Tudo.

Lembre-se, porque não é a primeira vez que falamos nisso: pra percorrer um caminho de forma eficiente, você precisa saber aonde quer chegar.

 

ESCOLHA O TAMANHO NO INÍCIO

Seguindo a mesma premissa de visualizar o TCC pronto antes de começar, é importante também escolher qual tamanho, em número de páginas, ele vai ter.

Se você definir um número mínimo e máximo de páginas para seu trabalho logo no início, fica muito mais fácil antecipar a quantidade de conteúdo e, consequentemente, de capítulos e subcapítulos que você vai ter. Vai ser possível, inclusive, definir aproximadamente quantas páginas cada tópico vai ter.

Se você não definir o tamanho no início, pode ser que, lá na frente, perceba que seu trabalho está ficando pequeno demais ou grande demais, e será necessário readaptar todo o seu planejamento para incluir ou retirar partes. Pode ter que remover até partes que já estarão prontas, o que significa que o tempo usado para escrevê-las terá sido perdido. Pode ter que aumentar o volume de um capítulo que já estará pronto, e acredite, depois que você finaliza uma parte do trabalho e ela fica redondinha, pronta, é difícil retomá-la para inserir novos trechos.

Algumas instituições de ensino já delimitam a quantidade mínima e máxima de páginas do TCC, principalmente quando se trata de um artigo. Mas, se não for o caso da sua, é interessante perguntar ao orientador qual quantidade de páginas ele sugere, desde a capa até o final das referências bibliográficas, e escolher, baseado nisto, qual será o tamanho do Seu TCC. E perceba que foi dito “baseado”. Ou seja, depois que você souber qual é o máximo e o mínimo exigidos pela instituição, então você escolhe, dentro deste intervalo, qual será o número de páginas do Seu TCC, de forma mais precisa. Por exemplo, se a instituição exige entre 40 e 80 páginas, você fecha mais ainda o intervalo para a sua escolha, como entre 60 e 70.

Pronto. Agora, você já consegue ir direcionando seu trabalho desde o início para que termine no tamanho planejado, com a chance, inclusive, de tentar aproximar o tamanho necessário de cada capítulo e subcapítulo.

Você pode estar fazendo a pergunta: mas como eu consigo definir como vai ser meu TCC antes de começar a escrever?

A resposta: consultando outros trabalhos parecidos com o seu. E é aqui que reside o grande segredo que você não aprende com a maioria dos orientadores!

 

PESQUISE TRABALHOS SEMELHANTES AO SEU

Lembra que lá no início, quando você estava escolhendo seu tema perfeito, foi dito que um dos quesitos era que o tema tivesse bastante conteúdo existente para pesquisa? Pois aqui você já vai começar a utilizar esse conteúdo.

O que você vai aprender agora é um dos pontos mais importantes de todo o processo do Seu TCC, e NÃO é adotado pela maioria dos orientadores. Fazendo o que será dito a seguir, você vai, invariavelmente, economizar semanas.

Este é um dos passos mais importantes que diferenciam o método que estou te ensinando dos procedimentos ultrapassados adotados na maioria das escolas.

Quase todo tipo de assunto já foi abordado em outros trabalhos antes do seu. Então, seu próximo passo é pesquisar, no Google mesmo, por trabalhos que falem do mesmo assunto ou de assuntos bem parecidos com o seu, na mesma área. Vale também websites de fontes não tão conhecidas, porque, neste momento, você não vai utilizar o conteúdo dessas fontes. Você vai apenas verificar sobre quais tópicos eles estão falando.

Você vai observar e anotar os capítulos e subcapítulos, ou mesmo os assuntos chave dentro do texto dessas fontes que está pesquisando, para se basear nelas. Depois de anotar e organizar tudo, então você vai escolher quais desses tópicos quer no seu próprio trabalho, retirar os que não quer, e até ter ideias de tópicos novos que queira adicionar.

Vou dar um exemplo e você vai entender direitinho.

Imagine que um aluno tenha escolhido o tema “A importância da ludicidade na Educação Básica”.

Supomos que o aluno já sabe aonde quer chegar com seu TCC, já se preparou psicologicamente para começar, já definiu este tema como seu tema perfeito, já se inteirou de todas as boas práticas, montou seu Local do TCC, e agora vai montar a estrutura do seu trabalho.

O primeiro passo é pesquisar o assunto.

Em uma busca direta no Google, temos o seguinte:

São vários resultados que podem ajudar. Aqui já começa a se refletir a importância de verificar se existia bastante material para pesquisa.

Então, vamos acessar os resultados mais parecidos com o tema que estamos pesquisando. O primeiro item de todos é “aulas na educação básica: um estudo sobre a ludicidade como linguagem que motiva”, um arquivo em PDF.

Acessamos e analisamos rapidamente o conteúdo. Sim, rapidamente. Sem nenhum tipo de aprofundamento. A intenção, aqui, não é buscar conteúdo, mas somente listar os tópicos que foram abordados. Neste caso, temos o seguinte:


  • Introdução: fala sobre a ludicidade, o humor e a forma como aulas são ministradas de forma geral
  • Problema: questiona sobre o uso da ludicidade de forma proposital ou sem querer
  • Referencial teórico:
    • Forma enfadonha com que aulas são ministradas
    • Influência de fatores afetivos e sociais no aprendizado
    • Comportamento social e a esfera das emoções
    • O lúdico como forma de incrementar o significado do conteúdo
    • Relacionamento do professor com o estudante
  • Metodologia:
    • Pesquisa, por meio de questionário aplicado a alunos de escolas escolhidas pelo autor, sobre o perfil relacional do aluno com seus colegas e professores
    • Entrevista com professores analisando sua visão sobre a ludicidade
  • Resultados: apresentação dos resultados dos questionários e entrevistas e posterior análise, cruzando esta análise com o referencial teórico
  • Considerações finais

No momento em que escrevo este artigo, foram gastos não mais do que 10 minutos para fazer este compilado sobre o conteúdo encontrado, uma vez que não é preciso ler todo o trabalho, mas apenas contextualizar e relacionar os tópicos que foram abordados.

Acessamos o segundo resultado da pesquisa do Google:

Novamente, listamos os tópicos que foram abordados, sempre a partir de uma análise rápida e superficial:


  • Introdução: menciona a relevância do tema ludicidade, apresenta o objetivo do trabalho como sendo analisar a ludicidade como aspecto que favorece o desenvolvimento social e intelectual da criança e explica que o trabalho é uma pesquisa somente bibliográfica
  • Ludicidade na educação infantil:
    • Concepção de infância
    • Concepção de infância contemporânea
    • Definindo conceitos (brincadeira, brinquedo e jogo)
    • Ludicidade (conceitos e características)
  • A ludicidade e o professor da infância: aborda a capacitação e a formação dos professores para utilizar o recurso da ludicidade na sala de aula
  • Ludicidade e aprendizagem: aborda o poder da ludicidade para o aprendizado da criança
  • Considerações finais

Percebe como é simples o que você precisa extrair de cada conteúdo? Apenas uma pequena lista. Muitas vezes, o próprio sumário do trabalho já entrega quase tudo que você precisa.

O objetivo, aqui, é repetir o processo com os resultados seguintes da pesquisa do Google. Não existe uma quantidade de resultados ideal para você pesquisar. Você para quando se sentir satisfeito, mas, em geral, não é necessário pesquisar mais do que cinco itens.


Dica importante: você não tem que acessar todos os resultados. Selecione, pelo título e pela descrição resumida que o Google apresenta, aqueles que mais se assemelham ao seu tema. Se, ao acessar, perceber que não é tão parecido assim com o seu, descarte e tente o próximo. Como eu disse, não é preciso pesquisar mais do que cinco resultados, mas para isso, é importante que esses cinco resultados tenham um bom conteúdo. Então, escolha bem quais dos resultados vai utilizar para fazer suas relações de tópicos.


Depois de fazer essas relações de tópicos para todos os resultados pesquisados, junte tudo em uma lista única, e ordene os itens de forma que a sequência dos tópicos tenha uma lógica coerente. Por exemplo, evite que um assunto seja tratado antes do tópico que apresenta sua definição, ou ainda, não coloque pesquisas práticas antes dos tópicos teóricos.

No exemplo que estamos adotando, a junção das listas poderia ficar assim:


  • Introdução: fala sobre a ludicidade, o humor e a forma como aulas são ministradas de forma geral, menciona a relevância do tema ludicidade, apresenta o objetivo do trabalho como sendo analisar a ludicidade como aspecto que favorece o desenvolvimento social e intelectual da criança e explica que o trabalho é uma pesquisa somente bibliográfica
  • Problema: questiona sobre o uso da ludicidade de forma proposital ou sem querer
  • Ludicidade na educação infantil:
    • Forma enfadonha com que aulas são ministradas
    • Influência de fatores afetivos e sociais no aprendizado
    • Comportamento social e a esfera das emoções
    • O lúdico como forma de incrementar o significado do conteúdo
    • Concepção de infância
    • Concepção de infância contemporânea
    • Definindo conceitos (brincadeira, brinquedo e jogo)
    • Ludicidade (conceitos e características)
  • A ludicidade e o professor da infância: aborda a capacitação e a formação dos professores para utilizar o recurso da ludicidade na sala de aula
  • Ludicidade e aprendizagem: aborda o poder da ludicidade para o aprendizado da criança
  • Metodologia:
    • Pesquisa, por meio de questionário aplicado a alunos de escolas escolhidas pelo autor, sobre o perfil relacional do aluno com seus colegas e professores
    • Entrevista com professores analisando sua visão sobre a ludicidade
  • Resultados: apresentação dos resultados dos questionários e entrevistas e posterior análise, cruzando esta análise com o referencial teórico
  • Considerações finais

Aqui temos a junção de somente dois resultados, por se tratar de um exemplo. Você vai reunir e ordenar os tópicos relacionados a partir de todos os resultados que acessou.

Feito isso, é a hora de verificar quais desses tópicos você quer que estejam no Seu TCC. Aqui, você pode retirar tópicos, adicionar novos, alterar os títulos, reordenar, unir dois ou mais tópicos em um só, separar um tópico em dois ou mais, etc.

A ideia é alinhar os tópicos ao que pretende com Seu TCC. Por exemplo:

  • Se você não pretende fazer pesquisa de campo por questionário nem entrevista, e almeja um trabalho somente teórico, os tópicos sobre pesquisa de campo podem ser automaticamente eliminados;
  • Se Seu TCC tem formato de monografia, com uma quantidade expressiva de páginas, você pode ficar mais à vontade com a quantidade de tópicos que terá no final do processo, mas, se Seu é um artigo, que é mais curto, é preciso dosar os tópicos para que o conteúdo caiba no espaço reduzido;
  • Os tópicos que falam de assuntos que não têm ligação com o que você pretende abordar no seu trabalho também podem ser eliminados;
  • Se você tiver uma boa ideia de tópico que não apareceu em nenhum dos resultados, pode perfeitamente acrescentar um novo tópico para ela, no local adequado.

Você é livre para fazer as adaptações que desejar.


Importante: caso Seu TCC envolva algum procedimento prático, de campo ou laboratorial, será preciso lembrar de incluir, entre seus tópicos, alguns que conceituem o que você vai fazer. Quando uma pessoa ler os procedimentos práticos, de campo ou de laboratório do seu trabalho, ele já precisa ter tomado conhecimento, anteriormente, de todos os conceitos necessários ao entendimento desses procedimentos. Por exemplo, se você for apresentar uma metodologia prática sobre agricultura de precisão, é necessário ter, no referencial teórico, um capítulo explicando sobre agricultura de precisão e todos os seus detalhes que tiverem relação com a metodologia que será apresentada. Se for fazer uma pesquisa de campo incluindo um questionário para analisar a forma como os comerciantes de uma cidade lidam com a contabilidade de suas empresas, será necessário incluir, no referencial teórico, capítulos falando sobre contabilidade, sua importância, etc.
Da mesma forma, se seu trabalho é focado em uma instituição ou empresa, tomando-a como objeto de estudo, será necessário incluir um capítulo apresentando a instituição ou empresa em questão e seus aspectos relacionados ao tema do trabalho, de forma a contextualizar o leitor. O leitor precisa conhecer a instituição ou empresa antes de ler sobre os estudos que você fará sobre ela.


A ideia é que, ao invés de sair escrevendo sobre qualquer coisa relacionada ao tema, primeiro você realize este procedimento, porque, então, além de já ter seu tema perfeito, você terá também toda a estrutura do seu trabalho definida logo no início, e saberá desde o começo quais assuntos irá pesquisar até o final.

Isso vai te trazer grandes benefícios, como:

  • Não pesquisar conteúdo desnecessário para depois descartá-lo;
  • Ter clareza do caminho que você vai percorrer;
  • Saber sobre tudo que vai pesquisar enquanto escreve cada parte do trabalho, o que facilita muito na hora de fazer ligações entre um conteúdo e outro dentro do texto;
  • Não perder tempo decidindo qual será o próximo tópico no meio do percurso;
  • Definição da estrutura inteira do Seu TCC em menos de um dia;
  • Saber exatamente sobre o que pesquisar em cada etapa, economizando tempo, ganhando em velocidade e eficiência.

Neste ponto, você já tem definido cada tópico, cada capítulo e subcapítulo do Seu TCC. Não que isso não possa sofrer alguma alteração durante o percurso, mas a ideia é gastar o tempo que for necessário nesta etapa para que eventuais mudanças sejam mínimas.

Como anteriormente você definiu o número de páginas do Seu TCC, agora é possível aproximar a quantidade de páginas de cada capítulo e subcapítulo, para que a soma termine no tamanho escolhido. Isso também não é estipulado como algo imutável. Você pode escrever um pouco mais ou um pouco menos no fim das contas, mas é importante ter uma ideia já, nesta fase, antes de começar a escrever.

Antes de começar a incluir conteúdo, de fato, apresente sua lista de tópicos ao seu orientador, para que ele opine. Se ele aprovar, ótimo. Se sugerir alguma modificação, analise, pense se é coerente, chegue em um consenso e, se for o caso, acate a sugestão e adapte seus tópicos.

O importante é que o orientador aprove sua estrutura antes de você começar a escrever e, uma vez que a aprove, esteja ela da forma como você planejou ou modificada por sugestão dele, você terá o aval para finalmente iniciar a pesquisa de conteúdo, de fato, sem correr riscos de desperdiçar partes da sua pesquisa e nem de deixar de pesquisar algo essencial.


Dica importante: guarde as fontes que pesquisou. Mantenha-as nos favoritos do seu navegador, ou faça uma cópia na pasta onde armazena seu trabalho, ou as duas coisas. Você pode precisar voltar nelas depois.


Agora, você sabe exatamente o caminho que tem que percorrer, e este é o super poder que você acaba de ganhar por acompanhar este artigo!

 

Deixe suas dúvidas nos comentários. Diga se seu orientador te mostrou este caminho ou se você estava até agora escrevendo sem ter um roteiro planejado.

Vou ler cada comentário pessoalmente!

 

Gostou deste conteúdo?

Então, convido você a visitar minhas redes sociais. Em cada uma delas, uma experiência diferente. Os botões estão no rodapé desta página.

E se quer ficar ainda mais por dentro e revolucionar de vez Seu TCC, inscreve seu e-mail no campo logo abaixo deste artigo. Aí sim, vamos conversar de perto!

Participe da discussão!