Molde sua mente para um TCC de sucesso

Tempo de leitura: 14 minutos

Ainda hoje, uma aluna me procurou precisando de ajuda no processo de fechamento do seu projeto de TCC. Trata-se de uma exigência da instituição em que cursa, que consiste de uma prévia do TCC em si, visto que o TCC será desenvolvido no próximo semestre. Estava em grande parte escrito, mas, segundo ela, ainda faltava refinar o texto e amarrar o conteúdo. Até aí, tudo bem.

Conversando com a aluna para me contextualizar sobre seu trabalho, fui percebendo que acontecia, com ela, justamente o que venho pontuando nas postagens que fiz nos últimos dias nas redes sociais. Não foi ela que escolheu seu tema, mas o orientador. Fui saber que, quando aconteceu a primeira reunião, ele sugeriu um tema que seria, em sua opinião, ideal, e ela acatou.

E qual é o problema?

A questão é que as pessoas, de forma geral, analisam, refletem e emitem opinião baseadas na sua própria maneira de ver o mundo, em suas próprias características, em seus gostos e em suas preferências, e com esse orientador não foi diferente. Ele sugeriu um tema que seria ideal para ELE, e não para a aluna. Entusiasmado com seu segmento de estudo preferido, foi logo indicando o tema.

Se fosse ele a desenvolver o trabalho, a sensação seria de puro êxtase. Mas quem vai desenvolver é a aluna, e o tema não é exatamente algo com que ela tenha grande afinidade. Pelo contrário, partes do escopo do trabalho estão entre os segmentos em que ela teve justamente dificuldades durante o curso.
Indagada por mim sobre o motivo que a fez, ainda assim, acatar o tema sugerido, veio o argumento de que ele era um professor admirado, ganhador de prêmios no exterior com suas produções científicas. Foi no que perguntei: qual é a razão para você estar cursando sua graduação? Ela respondeu que era para aquisição de conhecimento e que pretendia prestar concursos.

Perfeito. Ela tem um objetivo. Um que apresenta sem nenhum traço de incerteza. Estaria tudo ótimo, se não fosse o fato de Seu TCC não condizer com seu objetivo.

Lancei uma segunda pergunta: você tem vontade de que seu trabalho seja premiado no exterior? Ela, enfaticamente, respondeu que não, que almeja tão somente conhecimento na área e a titulação para os concursos que pretende prestar.

Alertei-a para o caminho equivocado. O orientador está claramente tentando levá-la a compor um trabalho, assim como os seus próprios, premiado, e ela quer somente terminar o curso.

Resultados:

  • Ela está há quase seis meses trabalhando em um tema com que não tem afinidade;
  • Como é só o projeto, uma prévia do TCC, ela vai trabalhar por mais seis meses, no mínimo, no mesmo tema com que não tem afinidade, para desenvolver o trabalho definitivo;
  • Vai precisar recorrer à ajuda de terceiros, em cursos intensivos e assessoria, com parte do conteúdo que é referente às áreas em que teve dificuldades no decorrer do curso, e ainda vai precisar passar pelo incômodo de revisitar essas áreas;
  • Tem um projeto que já soma 52 páginas, enquanto a média de quantidade de páginas dos projetos da instituição é de 24, e ainda precisa escrever mais;
  • Tem um orientador exigindo níveis de qualidade de trabalhos premiados, enquanto ela só quer terminar o curso;
  • Está correndo contra o tempo sem saber se vai conseguir, sendo que já poderia ter concluído há pelo menos dois meses e meio.

Tudo porque não escolheu seu próprio tema, e deixou que o orientador o escolhesse.

Percebe como o período inicial é importante?

Este caso real condensa alguns pontos que foram colocados nos meus canais nos últimos dias.

Carregando a ideia de que o primeiro passo do TCC é a escolha do tema, simples e secamente assim, aluno e orientador pulam o que talvez é o momento mais importante de todo o processo. A pergunta: aonde você quer chegar com Seu TCC?

Esta pergunta é uma das práticas que moldam a mente do aluno para um TCC de sucesso.

Quando um atleta, corredor de 100 metros de uma final olímpica, dispara por aqueles poucos segundos mostrando todo seu potencial, as pessoas costumam considerar que foram os segundos de sua vida. Mas não! Aqueles poucos segundos foram apenas a etapa final do seu grande momento. Pense em quanto tempo ele se preparou, treinou, repetiu aquela arrancada… Pense em quanto ele se moldou psicologicamente para aquele momento.

Com o TCC é o mesmo. As pessoas querem logo partir para a ação. Porém, se for dada a devida atenção na preparação inicial, sendo ela intelectual, física e psicológica, o tempo de execução pode cair, facilmente, para menos da metade, e a qualidade pode subir para mais do dobro.

Então, venho deixar estes pontos para você refletir. São conceitos, experiências e práticas que ajudarão a moldar sua mente para um TCC de sucesso. Alguns já mencionados nos meus canais, outros não.

Leia cada um quantas vezes for necessário, reflita, pense em como eles encaixam no seu processo, no seu momento, na sua realidade, e, em caso de qualquer dúvida, sugestão, necessidade de esclarecimento ou discussão, bora nos comentários, ok?

Vamos lá!

 

O PRIMEIRO PASSO: A GRANDE PERGUNTA

Aonde você quer chegar com Seu TCC

Vou repetir algo que disse alguns parágrafos acima sobre o caso da aluna:

Carregando a ideia de que o primeiro passo do TCC é a escolha do tema, simples e secamente assim, aluno e orientador pulam o que talvez é o momento mais importante de todo o processo. A pergunta:

Aonde você quer chegar com Seu TCC?

O orientador está claramente tentando levar a aluna a compor um trabalho, assim como os seus próprios, premiado, e ela quer somente terminar o curso. O resultado… Você já viu o tamanho de dor de cabeça que ela está tendo e ainda vai ter, por um período mínimo, somados projeto e TCC, de um ano inteiro da sua vida!

Então, enfaticamente, o primeiro passo do TCC não é a escolha do tema.

A escolha do tema vem depois da resposta a esta pergunta rápida, mas de extrema importância:

Aonde você quer chegar com Seu TCC?

Você é único, e tem suas razões únicas para estar na graduação ou pós-graduação. É preciso alinhar todo o processo de confecção do TCC ao seu objetivo.
Por exemplo, se seu objetivo é chegar ao mercado de trabalho e o TCC é somente mais uma das etapas que precisa transpor, vai ter uma tremenda dor de cabeça caso escolha um tema de alta complexidade.

Se você deseja ingressar em uma carreira acadêmica, artigos publicados podem ser importantes. Neste caso, pode ser interessante escolher um tema que realmente impacte muito.

Já se pretende empreender, o desenvolvimento do Seu TCC pode ser uma ótima chance de experimentar seu próprio potencial, e você pode querer impressionar, como precisará fazer em sua carreira.

E ainda existem aquelas pessoas que estão cursando uma segunda graduação ou uma pós-graduação somente para manter seu emprego. Sim, elas existem, e esta prática é consequência de um sistema de ensino e de um mercado de trabalho totalmente tortos. Algumas delas nem mesmo vão aplicar, em suas profissões, os conhecimentos adquiridos no curso. Para elas, uma revisão bibliográfica, um tema que seja simples e facilite o percurso ao máximo poderia ser indicado.

Então, dependendo do que pretende, você molda seu tema e todo o percurso de confecção do Seu TCC para que melhor se adapte ao que precisa e ofereça o caminho mais adequado.

A aluna do caso mencionado não fez a pergunta, e, agora, está sendo levada a desenvolver um trabalho em nível de premiação internacional, sendo que, em sua realidade, ela somente quer terminar seu curso para prestar um concurso e ingressar no mercado de trabalho. Simples assim.

 

O SIMPLES É O MELHOR CAMINHO

O simples é o melhor caminho

Quando falo sobre alguém simplesmente terminar o curso e tentar ingressar no mercado de trabalho, possivelmente, parte da sociedade pode dizer que isto é um incentivo à mediocridade, mas não é.

Podem perguntar, por exemplo: por que o aluno deveria se contentar com prestar concursos se ele pode almejar ter seu trabalho premiado internacionalmente?

Acontece que cada pessoa está em seu próprio momento de vida. Se ter trabalhos premiados é um objetivo primordial para um, pode não ser para outro. Pessoas diferentes estão em momentos diferentes, têm objetivos diferentes, perfis e personalidades diferentes. Não tem pior ou melhor. Só diferente.

Então, sou da seguinte opinião: busque o mais próximo da perfeição para aquilo que é prioridade na sua vida, e busque o mais simples possível em todo o resto.

Se Seu TCC é sua prioridade, o suficiente para fazê-lo alcançar lugares além daquela banca de defesa, busque, nele, o mais próximo da perfeição. Mas, se ele vai ser tão somente o TCC que vai ser avaliado pela banca e em seguida arquivado, não mais utilizado, busque o mais simples possível para alcançar seu objetivo.

De forma prática, buscar o simples pode refletir em evitar pesquisas de campo complexas, trabalhos que envolvam grandes trâmites burocráticos junto a instituições, assuntos de alta complexidade, etc.

Acredite… Já são mais de 1.200 TCCs que passaram por mim, e a simplicidade nunca, em nenhum dos que carregaram este perfil, foi empecilho para a aprovação e muito menos para uma boa nota.

 

O TCC É SEU, NÃO DO SEU ORIENTADOR: ASSUMA O CONTROLE

O TCC é seu

O TCC é do aluno, é seu, e o orientador, como o próprio nome indica, orienta.

Como aconteceu também com a aluna do caso que mencionei, são diversas situações em que o orientador indica um tema e o aluno acata sem contestar por receio de irritar o professor ou por razões que não são a sua própria vontade. E isso pode boicotar as intenções do aluno de trabalhar no que gosta e levá-lo a passar um semestre inteiro, ou mais, estudando e desenvolvendo um assunto com que simplesmente não tenha afinidade.

O mesmo vale para a forma, os procedimentos de trabalho. É você, aluno, que vai ter que lidar com as tantas horas dedicadas ao seu trabalho. Então, assuma o controle. Acate e assimile as ponderações do orientador, sim, mas desenvolva seu próprio método de trabalho.

O próprio caso relatado no início deste artigo explicita a importância desta atitude.

 

O TCC NÃO É UM MONSTRO, E NÃO TEM QUE SER

O TCC não é um monstro

Existe uma cultura de bestialização do TCC, como se fosse o pior dos monstros a ser enfrentado. Na verdade, todo esse terror não vem do TCC em si, mas das pessoas que lidam com o TCC: estudantes amedrontados, alunos e professores que não encaram o Trabalho de Conclusão de Curso da maneira como deve ser: um trabalho, e nada mais que isso. Tudo bem, o mais importante trabalho de todo o curso, mas, ainda assim, um trabalho.

O processo de confecção do TCC precisa ser bom, positivo. Não deixe que ninguém te convença do contrário. Para que seja assim, você só precisa conhecer cada etapa do que tem que fazer, passo a passo, de forma simples, sem complicação, e é aí que entra o projeto Seu TCC.

O TCC não existe para derrubar você, mas para que você seja reconhecido, tenha acesso ao próximo nível de graduação ou para ingressar no mercado de trabalho. Esta é a verdade. Todo o resto é terrorismo barato.

 

NÃO TENTE CONTROLAR TUDO. VOCÊ NÃO PODE

Não tente controlar tudo

É comum encontrar conteúdos, pela internet, com listas e listas com inúmeros pontos em que você precisa prestar atenção na hora de desenvolver ou defender Seu TCC. É tanto detalhe que fica impossível decorar. Se o aluno tentar focar em tudo o que esses conteúdos falam, não vai conseguir dar a atenção devida ao que é mais importante: o conteúdo.

Foque no conteúdo do seu trabalho. Conheça bem o que tem no Seu TCC. Saiba conversar sobre ele informalmente, sem precisar ficar repetindo um monte de coisas decoradas.

Faça isso e tudo mais virá naturalmente.

Deixe Seu TCC fluir.

 

PREPARE SEU “LOCAL DO TCC”

Lugar do TCC

É comum, no universo dos comediantes, que um artista só consiga se comportar como um palhaço quando ele se veste de palhaço. Colocar aquela roupa é como um ritual que transforma o cidadão comum na pessoa que faz o público rir.

Seguindo a premissa, uma boa prática é escolher o lugar da sua casa no qual você vai se dedicar ao Seu TCC, e procurar sempre desenvolver as atividades do seu trabalho neste lugar.

Pode ser a escrivaninha do seu quarto, a mesa da cozinha, onde preferir. O importante é que seja sempre, na medida do possível, no mesmo lugar.

Considere que, quando for para aquele local, você vai se transformar.

Se for possível, pode ser interessante, inclusive, adotar uma forma de se vestir.

É sério! São comuns empreendedores que utilizam esta prática na hora de terem os grandes insites que revolucionam seus negócios.

Você veste um personagem, passa por este ritual, e sua mente aprende, com o tempo, a ligar a chave das ideias e da percepção que vão te ajudar a desenvolver seu trabalho mais facilmente.

 

ASSIMILE O CONTEÚDO DESTE ARTIGO DA MANEIRA CORRETA

Assimile da maneira correta

Pouco acima, eu disse justamente para não tentar decorar conjuntos e listas apresentados recorrentemente pela internet, certo?

Isto vale para este artigo também! Não tente decorar isso aqui, não.

Então, como devo fazer?

Minha sugestão é que você assimile o conteúdo deste artigo adotando as seguintes práticas:

  • Retorne para ler o artigo novamente outras vezes. Assim, o conteúdo vai penetrando naturalmente. Lembre-se: o tempo que você vai gastar na preparação vai ser economizado depois, na execução;
  • Adote post its. Se você não sabe, post its são aqueles papeizinhos que vêm em blocos e que podem ser colados pelas paredes, pela mobília. Ou, que seja, uma folha em branco. O importante é estar visível o tempo todo. Escreve nos post its, ou na folha, os títulos de cada dica deste artigo. Sua mente, ao vê-los todos os dias, tende a retomar o conteúdo que foi assimilado aqui;
  • Converse comigo nos comentários. Nestas horas, a discussão é o principal adubo da mente. Vamos reforçar o aprendizado juntos.

 

É isto.
Este artigo represente o primeiro grande passo de todo o processo de confecção do Seu TCC. Estas práticas vão influenciar cada etapa do seu caminho, e podem ser o diferencial entre sua paz e seu desespero.

 

Gostou deste conteúdo?

Então, convido você a visitar minhas redes sociais. Em cada uma delas, uma experiência diferente. Os botões estão no rodapé desta página, e, abaixo, um pouquinho das novidades relacionadas a este assunto que tem por lá:

E se quer ficar ainda mais por dentro e revolucionar de vez Seu TCC, inscreve seu e-mail no campo logo abaixo deste artigo. Aí sim, vamos conversar de perto!

Participe da discussão!